Já passou da hora da reação

Cada vez mais pressionado, tubarão encara o Oeste em casa, nesta terça

Salve Nação Alviceleste!

A fase não é nenhum pouco boa, o Londrina não sabe o que é vencer a 1 mês exato, quando bateu o São Bento em Sorocaba, por 1×0, gol de Dudu. No ano, já são três treinadores e um time que até agora não encontrou um estilo de jogo próprio. O torcedor se afastou da equipe e públicos cada vez mais vergonhosos são registrados no Estádio do Café.

Futebol é feito de resultados e se isso não acontece é natural que o torcedor fique mais receoso de gastar dinheiro e ir acompanhar um time que não mostra reação alguma. O gestor do clube, Sérgio Malucelli, simplesmente sumiu nas últimas semanas, parece assumir a culpa da má campanha do clube, atletas contratados e que estão muito longe de ajudar a resolver, clima ruim, três treinadores num curto espaço de tempo parecem ter tirado totalmente as chances do clube de conquistar o objetivo dito pelo próprio gestor, que afirmou estar montando um time para subir para a Série A.

O que se vê dentro de campo é totalmente o oposto, o Londrina hoje é o primeiro clube fora da zona de rebaixamento e se encontra bem longe da zona de classificação para a Série A, para o torcedor, que a cada dia se distancia mais do clube e muito se deve a relação que o próprio gestor leva entre clube e torcida, fica a pergunta do que está acontecendo. A união, que nas últimas temporadas fez com que o time que era cotado como limitado, brigasse pelo acesso, parece não estar presente nessa temporada, a relação esfriou e parece estar bem distante de esquentar novamente.

Dagoberto é uma das esperanças de reação no Londrina – Foto: Gustavo Oliveira / LEC

O torcedor merece um time que lute e honre a camisa que está representando, que entre em campo e busque a vitória para tirar a equipe dessa situação, raros são os jogadores que demonstram estar incomodados com a atual situação e é principalmente isso que tem que mudar, temos time para ao menos ficar no meio da tabela e não para conviver com o fantasma do rebaixamento.

A reação tem que ser imediata e amanhã contra o Oeste no Estádio do Café, o Londrina tentará se afastar da zona de rebaixamento e voltar ao caminho das vitórias e conta com a volta de Dagoberto, que em 41 minutos em campo têm dois gols, uma expulsão e uma lesão muscular, que a experiência e qualidade do atleta possa ajudar o clube na partida, talvez duas ou três podem fazer o time embalar na competição, que ainda tem muito a acontecer, mas a postura tem que mudar, senão nuvens negras continuarão pairando sobre o Alviceleste.

Diego Rocha

Londrinense de corpo, alma e coração, apaixonado por futebol, pela festa nas arquibancadas e principalmente pelo Londrina Esporte Clube.


Esse conteúdo é de responsabilidade de seu autor(a).


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail