Mudanças CNH: motoristas vão precisar fazer exames médicos e teóricos para renovar habilitação

Os motoristas terão mais trabalho para renovar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação). As novas regras, publicadas no Diário Oficial da União, determinam a realização de exames e prova para a renovação da permissão para dirigir no País. A Resolução 726 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) passa a valer a partir do dia cinco de junho.

De acordo com o texto, os motoristas com carteira de habilitação de categorias A e B, que permitem a condução de carro e moto, serão submetidos a um exame de aptidão física e mental no momento de renovação.

Para os motoristas habilitados nas categorias C, D e/ou E, passa a ser também obrigatória a realização de um exame toxicológico de larga escala de detecção.

A Resolução estabelece que o resultado positivo apresentado pelo exame toxicológico, não justificado por médico revisor, terá como consequência a suspensão do direito de dirigir pelo período de três meses.

Provas

Além dos exames, outra novidade apresentada pela resolução é a obrigatoriedade de aprovação em curso de atualização ou aperfeiçoamento no momento da renovação da CNH.

Nos exames teóricos, serão formulados com questões de múltipla escolha com quatro alternativas de respostas, sendo apenas uma correta.

Para ser aprovado na prova teórica, será necessário acertar, no mínimo, 70% das questões. Caso seja reprovado na prova, o motorista só poderá realizar um novo teste quinze dias da divulgação do resultado.


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail