Bryan, o menino que sumiu ao sair pegar latinhas para comprar material escolar em Londrina

Ele juntava latinhas para comprar um videogame, mas ao ver as dificuldades da família, ofereceu todo material para comprar os cadernos dos irmãos mais novos.

Bryan estava desaparecido quando saiu escondido de casa para pegar latinhas – Foto: André Duarte/TEM

Você se recorda do Bryan Henrique? Ele havia desaparecido na região norte de Londrina, no início de janeiro. Familiares e amigos do pequeno garoto de apenas 10 anos, entraram em desespero e pediram ajuda para encontrá-lo. Após muitos compartilhamentos nas redes sociais, ele foi encontrado no início da noite, a quase 10 quilômetros de casa, perto de uma escola na Zona Norte da cidade.

Após ser encontrado, a reportagem do TEM descobriu uma comovente história do que ele fazia quando desapareceu.

Com 10 anos, ele é o mais velho de quatro irmãos – Foto: André Duarte/TEM

Bryan Henrique é o mais velho de quatro irmãos e mora em uma humilde residência no Conjunto Vista Bela, na Zona Norte. Segundo sua mãe, ele costuma juntar latinhas que encontra na rua quando está retornando da escola e faz isso com a intenção de um dia juntar dinheiro para conseguir comprar um videogame. Ela lamenta que não tem condições de adquirir o brinquedo e diz que este é o sonho do filho: “Ele está juntando essas latinhas faz tempo, mas não deixo ele sair de casa para isso. É só quando está comigo ou voltando da aula”, explica a mãe.

Janaine de Carvalho, de 27 anos, trabalha em uma lanchonete e explica que além de passar por dificuldades em casa, está com uma nova gravidez de risco. O marido, Maicon Mendes, de 29, está desempregado. Foi então que o Bryan, ao saber que os pais estavam sem dinheiro para comprar os materiais escolares dele e dos três irmãos, tomou a arriscada atitude sem o conhecimento deles. Saiu de casa, pela manhã, para buscar o máximo de latinhas que encontrasse nas ruas.


Leia mais:

Após comoção, Bryan ganha videogame Xbox e materiais escolares


Os pais contam que estavam dormindo quando ele saiu. “Não era nem 7 horas, estávamos todos dormindo. Ele conseguiu abrir as portas e os portões e sumiu. Entramos em desespero”, conta Janaine. Num primeiro momento, eles acharam que o filho teria saído para brincar com os amigos e vizinhos, porém, não estava na casa de nenhum deles.

Ela lembra que o dia foi de muita angústia. Pais, familiares, amigos, todos desesperados à procura do Bryan. Como eles não possuem carro, a mãe rodou a cidade com um motorista de aplicativo e gastou todo dinheiro que tinha em busca do filho. Ao procurar o TEM, foram divulgadas imagens do Bryan nas redes sociais, assim, muitos internautas se empenharam em compartilhá-las à procura dele.

Após um dia inteiro de desespero, o Bryan foi localizado praticamente do outro lado da cidade. Ele estava sem camisa, com algumas latinhas e o mais incrível: tentava ajudar uma cachorra com um filhote recém-nascido que estava na rua.

Bryan junta latinhas com o sonho de comprar um Xbox – Foto: André Duarte/TEM

Ao ser levado para casa, com os pais, eles descobriram o mais surpreendente. Sabendo das necessidades da família, o garoto ofereceu todas as latinhas que havia juntado para comprar os cadernos escolares dele e dos irmãos. Ele estava disposto a recuar do sonho de ter um Xbox, para ajudar em casa.

Apesar do esforço, o Bryan deixou toda a família preocupada, principalmente sua mãe, que passa pela gravidez de risco. Os pais deixaram ele de castigo pelo susto que deu em todos, mas sabem que ele tomou a atitude com todas as boas intenções.

“Ele nos deixou muito preocupados. Dei uma bronca nele e pedi que nunca mais faça isso. Nós sabemos que ele fez tudo isso com boas intenções, ele é uma criança com sonhos. Mas não pode angustiar os pais assim. Nós o amamos”, conta a mãe. “Não consigo nem imaginar o que seria se tivesse acontecido algo de ruim com ele”, completa.

Os pais não aceitaram as latinhas para comprar os materiais e explicaram que darão um jeito de resolver os problemas.

“Nós compramos alguns cadernos para as crianças, agora falta o restante. É muita coisa e estamos realmente passando um momento muito difícil”, conta a mãe.

Bryan e os irmãos

A reportagem conversou com o pequeno Bryan, que é muito tímido, mas tem um coração enorme. Ele contou que adora ir para escola e gosta muito de estudar. E embora seu sonho seja ter um Xbox para jogar em casa com os irmãos e os amigos, explicou que estava disposto a trocá-lo pelos materiais escolares.

Foto: André Duarte/TEM

No fundo da casa, estão os sacos de latinhas que ele junta. E o mais incrível, vendendo as latinhas ele já conseguiu comprar até um simples celular no ano passado.

Talvez ele ainda seja muito novo para entender sobre as adversidades e desigualdades do mundo, mas o jovem, do seu jeito, ainda que de forma perigosa queria poder ajudar a família.

Agora ele vai continuar com o esforço de juntar os objetos, mas somente os que encontrar na rua quando estiver junto com os pais ou próximo de casa.

Vaquinha online

Após a repercussão, internautas realizam uma Vaquinha Virtual para ajudá-lo. Clique aqui e saiba como participar.

Assista o vídeo:

Após comoção, Bryan ganha videogame e materiais escolares:

Redação Tem


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail