Cartórios indicam 54 óbitos por covid em Londrina, mas número oficial é 15

De acordo com o Secretário de Saúde, diferença ocorre porque pessoas testadas após morte, teriam registrado negativo dias depois.

Secretário e Prefeito explicaram diferença de números durante live – Foto: Reprodução

A busca para entender a divergência do número de mortos por covid-19 em Londrina continua. Segundo os dados oficiais da Secretaria Municipal de Saúde, até o momento, foram registradas 15 vítimas fatais pela doença na cidade. Já o Portal da Transparência do Registro Civil contabiliza 54 às 0h desta terça-feira (12), o que significa uma diferença de 39 casos e representa 360% a mais.

O secretário de saúde, Felippe Machado, defende que os dados fornecidos pela secretaria estão corretos e correspondem à realidade. O secretário comentou que a diferença acontece porque os cartórios consideram as mortes suspeitas, ou seja, aquelas que até a confecção da certidão de óbito ainda não tiveram o resultado do exame para covid-19 confirmado. “Todas as declarações de óbito de pessoas que morrem com síndrome aguda respiratória e que ainda não saiu o resultado do exame, o médico coloca, por precaução, ‘covid interrogado’. Quando chega o resultado do exame, não tem a alteração na declaração de óbito, por isso o número dos cartórios é maior”, explicou o secretário.

Todos os órgãos como secretárias municipais e estaduais de saúde, além do Ministério de Saúde, trabalham com o número oficial de óbitos, no entanto, nos cartórios, o que é um “número não oficial”, existem mais registros.

Ainda de acordo com informações repassadas pelo secretário, até agora, 37 casos foram descartados, que nas declarações de óbito estavam “covid interrogado”.

De acordo apurou a reportagem, a justificativa anterior de que os óbitos poderiam ser de moradores de outras cidades, foi descartada.

No Paraná

Neste mesmo horários verificamos que os cartórios registraram 202 óbitos por covid-19, enquanto os números oficiais, repassados pelos governo estadual é de 111.

Redação Tem



Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail