Comércio de Londrina fecha a partir de segunda; veja a lista de atividades

Suspensão de atividades não essenciais começa na segunda-feira (06).

Foto: Reprodução

A prefeitura de Londrina publicou na quarta-feira (01) um novo decreto que pede o fechamento do comércio da cidade a partir de segunda-feira (06), adequando o decreto estadual que coloca Londrina e região em uma quarentena mais severa, para conter o avanço do coronavírus na região.

As determinações envolvem principalmente o setor de comércio e a redução do número de passageiros nos ônibus do transporte coletivo. As principais determinações são:

Serviços não essenciais serão suspensos; Reuniões comerciais ou privadas devem ser feitas de maneira virtual; Procedimentos cirúrgicos eletivos serão suspensos durante o período da quarentena em todo o estado; Permite que qualquer município paranaense faça barreira sanitária de controle de acesso de pessoas;

Ficam totalmente suspensos:

Comércio de rua;

Academias e clubes;

Shoppings centers e galerias comerciais;

Lojas de conveniência de postos de combustíveis;

Bares e casas noturnas;

Barbearias, clínicas de estética e salões de beleza.

Novas regras para mercados:

Podem atender de segunda a sábado, das 7h às 21h;

Será permitido o fluxo máximo de pessoas de 30% da capacidade do mercado; o estabelecimento deve controlar a entrada por senhas;

Só será permitida a entrada de uma pessoa por família;

Fica proibida a entrada de crianças (com menos de 12 anos) nos estabelecimentos.

Transporte coletivo:

Fica restrito apenas ao atendimento de pessoas que trabalham em serviços essenciais ou que precisam deles;

os ônibus só poderão transportar passageiros em quantidade limitada ao número de assentos.

A prefeitura de Londrina entrou com um recurso administrativo junto a Secretaria de Estado da Saúde (SESA) questionando a decisão e pedindo a revisão da quarentena no município. O pedido foi negado nesta sexta-feira (03).

Londrina tem 85 mortes por coronavírus, sendo a terceira grande cidade com o maior número proporcional de óbitos causados pela doença no estado. Ficando atrás apenas de Cornélio Procópio e Cascavel.

Redação Tem



Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail