Formado pela UEL, novo chefe da Funarte diz que rock ativa ‘aborto’ e ‘satanismo’

Foto: Reprodução

Nomeado nesta segunda-feira (02) como novo presidente da Funarte (Fundação Nacional de Artes), o maestro Dante Mantovani, de 35 anos, formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) se envolveu em uma polêmica nas redes sociais após a divulgação de vídeos publicados em seu canal na plataforma Youtube.

Ele afirma, em um dos vídeos, que o “rock [estilo de música] ativa as drogas, que ativam o sexo livre, que ativa a indústria do aborto, que ativa o satanismo”.

Após a divulgação das declarações, ele tem virado motivo de piada na internet. Ele também chegou a dizer que os Beatles, banda britânica, surgiram para implantar o comunismo no mundo.

Em outro vídeo, afirma que os soviéticos se infiltravam na CIA (Agência de Inteligência dos EUA) com finalidade de “destruir a moral burguesa da família americana”. Ele ainda diz que o astro do rock, Elvis Presley, estava morrendo de “overdose” enquanto se requebrava.

O maestro é graduado em Música pela UEL, local onde também fez carreira acadêmica com especialização em Filosofia Política e Jurídica, e até mesmo mestrado e doutorado em Estudos da Linguagem.

Funarte

A Funarte, Fundação Nacional de Artes, pertence ao governo brasileiro, sendo vinculada ao Ministério da Cidadania, órgão responsável pelo incentivo das artes visuais, música, teatro, dança e do circo.

Redação Tem


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail