Urina de foliões do Carnaval de 2020 vai ser transformada em adubo

Foto: Divulgação

A urina de foliões de Belo Horizonte vai virar adubo. Durante o Carnaval, os mineiros que usaram banheiros químicos espalhados pela capital contribuíram para uma festa mais sustentável. O projeto P4Tree é realizado na cidade pelo terceiro ano seguido e se trata de uma tecnologia que transforma o fósforo presente na urina em adubo.

Segundo a Prefeitura de Belo Horizonte, a expectativa é que sejam produzidos 50 quilos de fertilizantes a partir do material coletado durante os dias de folia. Esse adubo será, posteriormente, aproveitado pela Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica.

Neste ano, foram disponibilizadas 50 cabines do projeto durante os quatro dias de folia. Os banheiros contavam com uma identificação especial e uma equipe que orientava o uso.

Como a urina se transforma?

Nos banheiros sinalizados, foram instalados sachês de 200 gramas da tecnologia P4Tree. Em contato com a urina, o coletor filtra e separa o fósforo do restante dos elementos presentes no reservatório. Esse material é recolhido e transformado em adubo.

A iniciativa faz parte do fuTURISMO – Programa de Pesquisa e Inovação Turística da Belotur, que tem como objetivo consolidar a capital mineira como um destino turístico inteligente, competitivo e sustentável. A ação faz parte do eixo ‘Sustentabilidade e Inovação’ do Carnaval de Belo Horizonte.

Redação Tem com Folhapress



Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail