Bolsonaro sobre auxílio emergencial: ‘quem quer mais é só ir no banco e fazer empréstimo’

Imagem: Reprodução

Em conversa com apoiadores na porta do Palácio da Alvorada, na tarde desta terça-feira (1), o presidente Jair Bolsonaro fez piada com os milhares de brasileiros que lutam para sobreviver com o auxílio emergencial. Atualmente, as parcelas que entre R$ 150 e R$ 375 por mês.

O auxílio emergencial passou a vigorar no ano passado, sob R$ 600, valor original que havia sido aprovado após uma articulação da oposição no Congresso Nacional, para atenuar os efeitos econômicos da pandemia do coronavírus. À época, o governo federal tinha a proposta de pagar apenas R$ 200.

Nesta terça, Bolsonaro sugeriu que aqueles que querem mais auxílio procurem um banco e façam um empréstimo. “Nós gastamos em 2020 com o auxílio emergencial o equivalente a dez anos de Bolsa Família. E tem gente criticando ainda falando que quer mais. Como é endividamento por parte do governo, quem quer mais é só ir no banco e fazer empréstimo”, disparou.

No ano passado, 68 milhões de brasileiros tinham direito ao auxílio. Neste ano, esse número, segundo o DIEESE, baixou para 38,6 milhões de beneficiados. Em consequência das novas regras impostas pelo governo federal, quase 30 milhões de brasileiros passaram a viver em insegurança alimentar.

Redação Tem com Revista Fórum



Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail