Inscrições para o Sisu 2020 são abertas; estudantes relatam lentidão

Foto: Divulgação

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foram abertas nesta terça-feira, 21. O programa usa o resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como critério de seleção para vagas em universidades federais. O prazo para o cadastro foi estendido de sexta para as 23h59 de domingo 26, por causa dos erros nas correções de provas do Enem. Neste semestre, o Sisu vai ofertar 237 mil vagas em 128 instituições de ensino superior públicas.

As inscrições são feitas na página do Sisu. Estão habilitados candidatos que fizeram o Enem 2019 e não tiraram nota zero na prova de redação. Cada candidato pode se inscrever em até duas vagas, apontando a preferência por turno. O estudante também deve informar a modalidade em que se encaixa: ampla concorrência ou alguma relativa às ações afirmativas, como critérios sociais ou raciais.

Lentidão

Problemas para completar o cadastro e lentidão no sistema estão entre as reclamações de estudantes que tentaram se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), nesta madrugada. Nas redes sociais, usuários relataram que logo após clicarem no botão ‘Fazer inscrição’ eram redirecionados a uma página com o aviso ‘Inscrições encerradas’.

“O Sisu que teve o período de inscrições mais rápido da história”, ironizou um usuário no Twitter. Já quem conseguia completar o cadastro com dados pessoais, teve problemas para confirmar a autenticação. “Um descaso com nós, estudantes, que disponibilizamos um ano inteiro aos estudos, pura falta de competência”, escreveu a estudante piauiense Marianny Nayra.

Falha no Enem

O ministro da Educação, Abaraham Weintraub, afirmou nesta segunda-feira que as falhas nos resultados das notas do Enem ocorreram em menos de 6 mil provas entre as mais de 5 milhões de inscrições, o que representaria 0,15% do total. Segundo o ministro, os problemas foram concentrados em quatro cidades: Alagoinhas, na Bahia, e Ituiutaba, Iturama e Viçosa, em Minas Gerais, no segundo dia de exame. Segundo o ministério, as notas já foram corrigidas.

“O problema basicamente foi na hora da impressão, que a máquina pulou. Então foi um problema com a impressão da prova. Não foi na hora de contabilizar. A pessoa praticamente tem uma nota inteira da segunda prova negativada”, disse Weintraub. O ministro ainda pediu desculpas pelo ocorrido e garantiu que as inscrições para o Sisu ocorreria sem problemas.

Redação Tem com Agência Brasil


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail