Mãe de menino que morreu em incêndio cumprirá prisão domiciliar

Mãe disse que o filho não estava trancado em casa e afirmou estar "extremamente abalada".

Imagem: Reprodução

A mãe de Brayan Kauan da Silva Lopes, de 6 anos, que morreu em um incêndio em casa, na tarde de quarta-feira (23), foi liberada da carceragem feminina do 3° Distrito Policial de Londrina, nesta quinta-feira (23). A mulher foi detida por suspeita de abandono de incapaz com resultado de morte, após perder o filho na tragédia, no União da Vitória, na região sul de Londrina.

Isabela Cristina da Silva, que está grávida e enfrenta problemas de depressão, foi solta após passar por audiência de custódia e utilizará tornozeleira eletrônica, ela vai permanecer em prisão domiciliar.

Durante o depoimento, a mãe negou ter deixado o filho trancado na casa, relatando que ele estava sozinho no momento do incêndio.

Imagem: Agnaldo Amorim/Cobra News

A criança teve o corpo completamente carbonizado após ficar presa dentro do quarto enquanto o fogo consumia a casa. Os vizinhos tentaram ajudar, mas as chamas se alastraram rapidamente.

Além do garoto morto, a mulher e o atual marido têm um filho mais novo que reside na mesma residência, no Jardim União da Vitória. Ela também tem uma filha mais velha que mora com os avós.

A defesa da mãe afirmou, em nota, que “será provado a inocência da mulher” e a mãe está “extremamente abalada pela sua perda” e “está à inteira disposição para esclarecer todos os fatos”. O Conselho Tutelar (CT) já havia acompanhado a família em 2019 por uma situação envolvendo a outra criança.

O caso ficará sob responsabilidade do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes Polícia Civil do Paraná (Nucria).

Exames do Instituto de Criminalística devem determinar a causa do incêndio.

Redação Tem Londrina



Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail