Segunda Turma do STF mantém cassação de Francischini por fake news

Imagem: Reprodução/ALEP

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou, nesta segunda-feira (7), por três votos a dois, a decisão do ministro Nunes Marques e manteve a cassação do deputado estadual bolsonarista do Paraná, Fernando Francischini (UNIÃO), que propagou fake news durante as eleições de 2018.

O parlamentar paranaense perdeu o mandato após decisão Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em outubro de 2021.

O julgamento foi definido com o voto do ministro Gilmar Mendes, que seguiu a divergência aberta pelo ministro Edson Fachin e acompanhada por Ricardo Lewandowski.

O julgamento foi marcado nesta segunda-feira, pelo próprio Nunes Marques, que também é presidente da Segunda Turma. Tanto o ministro André Mendonça, quanto Nunes Marques, foram indicados ao STF pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

Redação Tem



Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail