Vizinha da Rússia, Finlândia anuncia que quer se juntar à Otan

Imagem: Divulgação/FinnishGovernment

O presidente e a primeira-ministra da Finlândia anunciaram neste domingo (15), que o país nórdico tem a intenção se inscrever na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). Sauli Niinisto e Sanna Marin fizeram o anúncio durante uma entrevista coletiva no Palácio Presidencial, em Helsinque. “Este é um dia histórico. Uma nova era começa”, disse Niinisto.

Espera-se que o Parlamento finlandês concorde com a decisão nos próximos dias. No entanto, essa aprovação é considerada uma formalidade. De acordo com o presidente, um pedido formal de adesão também será submetido à sede da Otan em Bruxelas, possivelmente na próxima semana.

A Suécia, outro país vizinho da Rússia, também já tomou medidas para aderir à aliança, apesar das advertências de Moscou sobre as consequências se seu vizinho se tornar parte da Otan.

Rússia critica

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, advertiu que a entrada da Finlândia na Otan seria um “erro”.

A declaração foi dada em conversa por telefone com o presidente finlandês, Sauli Niinisto. Segundo a agência estatal russa Tass, Putin disse que Moscou não representa “ameaças à segurança” de Helsinque e que a entrada na Otan poderia “influenciar negativamente as relações com a Rússia”.

Redação Tem com iG Brasil



Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail