Microempreendedores de Londrina expõem trabalhos na 2ª Feira do MEI

Há produtos de diversas áreas como alimentícia, cosméticos, perfumaria, cama, mesa e banho, vestuário E artesanatos decorativos

 Foto: Vivian Honorato

O Centro Cívico de Londrina ficou mais colorido, animado e enfeitado nesta quinta-feira (7). Isso porque, ele foi palco da 2ª Feira do Microempreendedor Individual (MEI), que está contecendo das 11h às 19h, em frente à entrada principal da Prefeitura de Londrina, na Avenida Duque de Caxias, 635.

Ao todo, estão participando da feira 21 microempreendedores de Londrina. Há produtos de diversas áreas como alimentícia, com bolos, salgados e doces; de cosméticos, beleza e perfumaria; cama, mesa e banho; vestuário e artesanatos decorativos, enfeites e acessórios feitos à mão.

Para os MEIs a participação não tem custo, ou seja, eles não precisam pagar para participar da feira. A Prefeitura cede o espaço e a energia elétrica, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) financia o aluguel das barracas e a Casa do Empreendedor ajuda com as estruturas metálicas, ou seja, as treliças. Isso porque eles são considerados um dos públicos-alvos do SEBRAE.

“Somando esforços, conseguimos realizar ações maiores, porque, muitas ações, se fossemos fazê-las individualmente, elas não seriam viabilizadas e atuando de forma conjunta isso é possível. Além disso, a importância do MEI é incontestável. São 10 anos de existência e eles representam quase 8 milhões de empresas no Brasil”, comentou o consultor do SEBRAE, André Azevedo.

A microempreendedora do ramo de vestuário para academias e atividades físicas, Kátia Priscila Gomes, explicou que participou da 1ª Feira MEI, no ano passado, assim que formalizou seu negócio.De lá para cá, ela diz não ter arrependimentos de ter largado o emprego fixo para abrir sua própria confecção de roupas e biquinis, onde pôde colocar em prática todo o conhecimento técnico que adquiriu quando trabalhava em fábricas de roupas.

“Tem um ano que abri meu empreendimento de roupas fitness e essa é a segunda vez que participo da feira. Mesmo que eu não venda muito aqui, entrego cartões da minha marca, converso com as pessoas, divulgo meu trabalho e meus contatos e isso tem retorno depois. As pessoas telefonam, me chamam para atender em domicilio e as clientes vão criando uma rede contato. Até hoje, não me arrependo de ter aberto meu próprio negócio”, conclui a microempreendedora da Invikita.

A microempreendedora do ramo de artesanato e decoração para mesa, Ana Paula Pires, diz que teve conhecimento da feira, quando veio até a Sala do Empreendedor regularizar sua microempresa e viu a divulgação, assim surgiu o interesse e a oportunidade para mostrar às pessoas aquilo no que ela acredita e está se dedicando.  “Comecei meu negócio em julho desse ano e estou adorando, porque realmente acredito na experiência à mesa e na importância de termos um momento para sentarmos juntos e conversarmos, além de comermos. Aqui posso falar sobre isso, além de mostrar o que faço”, disse a proprietária da marca Ana Decor.

Outras ações

Além da feira, ainda estão previstas para o final de 2019 mais uma consultoria em Finanças e Marketing, ministrada pelo consultor do SEBRAE, para os empresários já formalizados, que deve acontecer em novembro; e uma palestra gratuita para orientar os interessados em se tornarem MEIs. Esta última será na Sala do Empreendedor, no dia 12 de dezembro.

A 2ª Feira MEI é uma realização do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (CODEL), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e apoio da Casa do Empreendedor de Londrina.

Redação Tem com N.com


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail