Londrina tem 37 pessoas internadas com suspeita de covid-19; sete estão na UTI

Ministério da Saúde não disponibilizou testes em grande escala.

Pacientes apresentam doenças respiratórias e fizeram teste para covid-19 – Foto: Reprodução

Neste ano, Londrina registrou um aumento significativo de atendimentos a pacientes com problemas respiratórios, sendo 75 ao todo. Com a crise da covid-19 e a falta de isolamento social não praticada por alguns cidadãos, de acordo com o prefeito Marcelo Belinati (PP), durante entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (27), a cidade possui 37 pessoas internadas em estado grave em hospitais públicos e particulares com doenças respiratórias. Elas fizeram o teste e aguardam os resultados. Destes, 7 estão na UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Em Londrina, o número de suspeitas do coronavírus são de 511, no entanto, o município realizou apenas 60 testes cumprindo uma diretriz do Ministério da Saúde, que determina a realização dos exames apenas em pessoas internadas com quadro respiratório grave.

Estudos indicam que para cada caso confirmado, teriam ao menos, outros 15 casos não registrados. Assim, com três casos confirmados em Londrina, estima-se que a cidade já poderia ter 45 casos que possivelmente não foram constatados por falta de testes e demora na divulgação dos resultados.

A realização de testes em massa depende da recomendação do Ministério da Saúde.

Redação Tem


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail