Quase 400 idosos são vacinados contra covid na Zona Rural de Londrina

Idosos acima de 80 anos.

Imagem: Emerson Dias/Ncom

Por meio de ação realizada nos distritos e patrimônios rurais de Londrina, de quarta (03) até esta sexta-feira (05), a prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), vacinou 368 idosos acima de 80 anos contra a covid-19. Essa foi a primeira força-tarefa levada à área rural do município para a imunização deste público. Ao todo, 12 localidades foram atendidas: os distritos de Guaravera, Warta, Irerê, Lerroville/Eli Vive, Paiquerê, São Luiz, e os patrimônios Regina, Guairacá, Taquaruna, Selva, Maravilha e Três Bocas.

Do total de 368 doses aplicadas, da vacina CoronaVac, 246 foram realizadas nas sedes das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e mais 122 chegaram a idosos domiciliados e acamados. Todas as vacinas contemplaram cidadãos que estavam previamente cadastrados no sistema on-line da prefeitura de Londrina, ou que realizaram este procedimento em escolas distritais, todos eles com horário agendado. Além disso, foram cumpridos todos os protocolos e medidas sanitárias de combate ao novo coronavírus, com horários espaçados, uso de máscaras protetoras e álcool em gel.

Para possibilitar uma ação de vacinação organizada, rápida e eficaz, três equipes volantes da SMS foram deslocadas até os distritos e patrimônios para realizar, exclusivamente, este cronograma de imunização contra a covid-19. A mobilização garantiu que as UBSs locais pudessem prosseguir com seu funcionamento regular.

O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, comemorou o resultado. “A prefeitura de Londrina não tem medido esforços para a vacinação contra covid-19. E essa mobilização das equipes para vacinar os idosos nos distritos foi mais uma ação positiva, graças à dedicação dos servidores e da participação dos próprios moradores”, afirmou.

Segundo a diretora de Atenção Primária à Saúde, da SMS, Valeria Cristina Almeida, as equipes volantes foram fundamentais para atender as demandas e ajudar a vacinar os idosos acima de 80 anos. “Cerca de metade dos atendimentos domiciliares ocorreram em locais como sítios, assentamentos e áreas mais afastadas, inclusive com chuvas e condições adversas. Isso exigiu uma logística de locomoção e distribuição dos profissionais para que as doses chegassem aos moradores. Aqueles idosos que foram levados pelas famílias às unidades, mas tinham alguma dificuldade de locomoção, receberam atendimento nos próprios carros”, disse.

Cerca de 500 doses haviam sido disponibilizadas para contemplar a zona rural de Londrina na ação desta semana. No entanto, muitos moradores dessas áreas já haviam sido levados para receber a vacina em Londrina, nas ações de drive-thru, no Centro de Imunização na Zona Norte ou na UBS Jardim do Sol. Já outros não puderam comparecer nesta semana por estarem hospitalizados ou por motivos particulares.

Sobre as doses remanescentes, a diretora informou que os idosos que não foram vacinados nos distritos receberão a vacina em novas ações a serem realizadas, seja para aplicação da primeira ou segunda dose. “Algumas doses restaram dessa ação, bem como outras devem chegar ao município em breve, e poderão ser utilizadas para continuar imunizando a população idosa. O mais importante é que as pessoas ainda não foram cadastradas realizem o procedimento de cadastro no portal da prefeitura e fiquem atentas para agendar a vacina assim que houver novas ações”, frisou.

Redação Tem com N.Com



Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail