Resort na região de Londrina deverá gerar cerca de mil empregos

Hotel é construído no Rio Tibagi, no Norte do Paraná – Imagem: Divulgação

O Residence Club at Hard Rock Hotel Ilha do Sol, resort que está em construção na região de Londrina, tem se consolidado como um potente catalisador de desenvolvimento local nos municípios próximos ao empreendimento.

A incorporadora responsável pela vinda da marca global Hard Rock Hotel para o Brasil, aposta em um modelo de negócio que fomenta ações de sustentabilidade social e ambiental como forma de garantir a solidez e o sucesso a longo prazo. O empreendimento é comercializado no sistema de multipropriedade, ou seja, a aquisição de uma fração em um dos hotéis Hard Rock dá ao proprietário a escritura e registro do imóvel por duas semanas anuais pelo resto da vida.

Segundo a empresa, assim que entrar em funcionamento, o Hard Rock Hotel Ilha do Sol deve gerar cerca de 400 empregos diretos em todas as áreas convencionais da hotelaria e mais as áreas de entretenimento, eventos e shows, receptivo de lazer e passeios, sustentabilidade e energia. Outros 1.000 empregos indiretos devem ser gerados em áreas relacionadas ao fornecimento de produtos e ao receptivo turístico da região, como agências, eventos, passeios e restaurantes.

Região

Em parceria com o Sebrae, com as prefeituras de Londrina, Primeiro de Maio e Sertaneja, com a Codel (Instituto de Desenvolvimento de Londrina) e com a Adetur (Agência de Desenvolvimento da Região Turística do Norte do Paraná), a incorporadora busca a obtenção — junto ao governo do Paraná — de uma marca própria, o Polo Turístico de Ilha do Sol.

Imagem: Divulgação

O projeto inclui também toda a sinalização turística da região.
Além dos investimentos na própria Ilha do Sol, a VCI S/A investiu em equipamentos que vão beneficiar a população local, como a estação de tratamento de esgoto, a captação de energia solar, o treinamento e a capacitação de mão de obra e de fornecedores nos municípios do entorno. “Priorizamos o treinamento e o uso de mão de obra local e a qualificação da cadeia produtiva regional com apoio às associações de produtores, que estão sendo preparados para atender uma marca internacional com rígidos padrões de controle de qualidade”, destaca Samuel Sicchierolli, presidente da empresa.

Região

A Ilha do Sol fica no encontro dos rios Tibagi e Paranapanema, entre os municípios de Primeiro de Maio e Sertaneja, a 40 minutos de Londrina. O olhar internacional para a região já valorizou os imóveis próximos ao empreendimento e traz à tona o grande potencial turístico regional com viés internacional. “O impacto em Primeiro de Maio é surpreendente. Além das oportunidades de trabalho na construção civil, estamos nos preparando para aproveitar o olhar que o mundo terá sobre nós. Buscamos atrair novas empresas para atender as demandas do hotel, qualificação da mão de obra e investimento na agricultura familiar. Os jovens da cidade, por exemplo, já se mobilizam para aprender inglês, pensando nas oportunidades de trabalho após a inauguração do empreendimento”, destaca Renato Luiz Reis, secretário municipal de turismo e habitação do município.
Outro impacto percebido é a valorização dos imóveis ao redor do hotel. O secretário destaca que já há um movimento de pessoas de fora da cidade investindo no mercado imobiliário por causa do empreendimento. “Houve valorização de imóveis na Ilha do Sol e no continente, e também percebemos muitas novas construções”, relata.

Em Sertaneja, a secretária municipal de Turismo Andréia Pinheiro aponta que a chegada do Hard Rock Hotel aumentou a visibilidade do município e traz oportunidades de empregos e desenvolvimento local. “Há uma busca por capacitação na área de turismo, principalmente entre os jovens. Além disso, as pessoas estão criando novos produtos turísticos em suas propriedades e pequenos negócios”, aponta ela.

O município já vive um novo momento, com instalação de pousadas rurais, serviços de “day use” em fazendas, restaurantes, condomínios de luxo à beira da represa e incentivo para esportes náuticos, o que já impacta positivamente o comércio local. “É um novo momento para Sertaneja”, acredita.

Londrina

Em Londrina, Bruno Ubiratan, diretor presidente da Codel, revela que a média de estada dos turistas na cidade, hoje em dia, é de dois a três dias. Com as ações previstas pelo Comitê Ilha do Sol, composto pelo instituto e demais municípios da região, o objetivo é que essas pessoas se hospedem por mais tempo, proporcionando o desenvolvimento do setor hoteleiro, gastronômico e de lazer.

O Hard Rock Hotel Ilha do Sol é peça importante nessa engrenagem, visto que proporcionará um fluxo considerável de turistas e visitantes. “Será uma grande oportunidade do setor industrial e comercial da região crescer e se aprimorar em termos de geração de empregos e consumo de insumos e infraestrutura para o bom funcionamento do hotel”, analisa Ubiratan, lembrando que cursos técnicos e profissionalizantes na área do turismo e hotelaria, não só em Londrina como nas regiões metropolitanas, proporcionarão mão de obra qualificada ao setor.

As datas para início dos treinamentos e inauguração ainda serão definidas pela Hard Rock International.

Redação Tem com Assessoria



Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail