Palmeiras bate América-MG fora e vai à final da Copa do Brasil pela 5ª vez na busca do 4° título


O Palmeiras visitou a equipe do América-MG na noite desta quarta-feira (30), no Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG) com o objetivo de avançar à grande final da Copa do Brasil de 2020. Como as equipes empataram por 1 a 1 no duelo de ida, no Allianz Parque (SP), na última semana, uma vitória simples garantiria o acesso do Maior Campeão do Brasil. Com emoção até os minutos finais do duelo, as equipes iam empatando por 0 a 0 (placar que levava o duelo para ser decidido nos pênaltis). Aos 23 minutos do segundo tempo, porém, Luiz Adriano recebeu passe açucarado de Rony e, de pé direito, de fora da área, venceu a defesa adversária e fez o tento que garantiu a classificação palmeirense! Rony fechou ao marcador aos 39 minutos, após cobrança de escanteio de Lucas Lima e cabeceio de Mayke e fez no rebote, selando o triunfo por 2 a 0. Como o Grêmio, semifinalista do outro lado da chave que havia vencido o São Paulo no jogo de ida por 1 a 0, empatou sem gols Morumbi pelo mesmo placar, é o adversário do Verdão na finalíssima.

Campeão em 1998, 2012 (invicto) e 2015, o Palmeiras foi à final da Copa do Brasil pela quinta vez em sua história: além dos anos em que foi campeão, o Alviverde também foi finalista em 1996, quando ficou com o vice-campeonato diante do Cruzeiro.

Ao longo das 25 participações (a primeira foi em 1992), o Alviverde disputou um total de 84 confrontos eliminatórios ou valendo o título, alguns em jogo único e a maioria em partidas de ida e volta. Em 63 ocasiões, obteve a classificação (ou levantou a taça), ficando pelo caminho (ou com a medalha de prata) 21 vezes. Esta, aliás, foi a 30ª decisão de vaga do Verdão em duelo classificatório levando em conta apenas o cenário fora de casa: destes todos, em 19 ocasiões o Verdão levou a melhor, passando de fase ou tendo sido campeão, ficando pelo caminho em 11 oportunidades.

Com o gol aos 23 do segundo tempo, de Luiz Adriano, o Verdão, além da classificação, de quebra, em sua última partida de 2020, chegou ao 100° gol na temporada atual (o de Rony foi o gol 101). Destes 101 gols em 202p0, 37 gols foram pelo Campeonato Brasileiro, 29 pela Libertadores (melhor ataque do torneio), 21 pelo Paulista, 12 pela Copa do Brasil e outros dois pela Florida Cup, no início da temporada.

Desta forma, o Alviverde manteve a sina de se dar bem diante do América-MG pela Copa do Brasil. Além destes dois duelos já disputados nesta edição (1 a 1 na semana passada, no Allianz Parque, e 1 a 0 neste noite, que valeu classificação), anteriormente, Verdão e Coelho já se cruzaram em uma edição de Copa do Brasil: com vitória por 2 a 1 no jogo de ida, no Estádio Independência, em Belo Horizonte-MG (com gols de Borja e Keno), e 1 a 1 no jogo de volta, no Allianz Parque (gol de Willian Bigode), o Alviverde levou a melhor e se classificou – o encontro aconteceu nas oitavas de final.

Nos aspectos individuais, Abel Ferreira conseguiu o expressivo feito de ter atingido a sua quinta classificação desde que chegou ao Verdão, há quase dois meses, em apenas 17 partidas – incluindo jogos de auxiliares (quando, por exemplo, esteve suspenso). Abel Ferreira assumiu o comando da equipe do Palmeiras justamente em um jogo que valia classificação para Copa do Brasil, após o interino Andrey Lopes (o Cebola) ter dirigido a equipe no jogo de ida diante do Red Bull Bragantino – oitavas de final. Com o triunfo por 1 a 0 no jogo de volta já com Abel (após ter vencido por 3 a 1 na ida, fora de casa), o Palmeiras obteve a primeira classificação na era do novo treinador.

Em apenas 17 jogos no comando da equipe em sua era, portanto, outros três duelos classificatórios já foram disputados. E no total dos cinco, são 100% de aproveitamento: em 18/11, foi o auxiliar Vítor Castanheira que dirigiu a equipe na classificação para as semifinais passando pelo Ceará nas quartas (empate por 2 a 2 fora de casa) – Abel estava suspenso. Depois, em 02/12, novamente com Abel, foi a vez de passar pelo Delfín-EQU nas oitavas de final da Libertadores, rumo às quartas; e mais tarde, em 15/12, o Alviverde passou pelo Libertad-PAR nas quartas de final, garantindo vaga às semifinais, também com o português Abel Ferreira.

E dentre os atletas, Luiz Adriano, autor do gol, chegou ao 17° gol pelo Palmeiras em 2020 e, com isso, igualou Willian Bigode na artilharia do time em 2020, encerrando o ano como principal goleador do Verdão, ao lado do camisa 29. E o autor da assistênica e depois do gol que selou a classificação, Rony, chegou a oito passes a gol (sete pela Libertadores e mais este pela Copa do Brasil); com isso, Rony se isolou como vice-garçom do elenco no ano, atrás só de Gabriel Menino, líder no quesito, com nove.

Vale destacar também a atuação do goleiro Weverton. Ao longo dos 180 minutos o arqueiro alviverde foi impecável e, ao não ter sofrido gol também neste duelo, superou o próprio recorde de mais jogos sem sofrer gols em um único ano no Século XXI: em 2019, o camisa 21 ficou por 26 partidas sem ser vazado ao longo da temporada e, agora, em 2020, chegou ao 27° no derradeiro duelo do ano.



Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail