Radialistas fazem comentário racista sobre atleta do LEC e geram revolta

Imagem: Reprodução

Um comentário racista praticado por radialistas no jogo entre Goiás e Londrina, na tarde deste sábado (17), em Goiânia, está gerando revolta nas redes sociais. Torcedores do LEC, internautas, o clube e até mesmo outros times repudiaram o caso que viralizou na internet (assista abaixo).

Durante o jogo, o narrador Romes Xavier, da Rádio Bandeirantes, ao comentar sobre o meia Celsinho, do LEC, diz que ele tinha dificuldades de se levantar devido ao peso do cabelo. Na sequência, o repórter Vinícius Silva, completa: “Parece mais uma bandeira de feijão, né, Romes? A cabeça dele, do que um verdadeiro cabelo. Não é porque eu já estou perdendo os cabelos, que eu vou achar um negócio imundo desse, bonito. Parece mais uma bandeira de feijão”, diz o radialista.

O narrador tenta consertar dizendo que o cabelo é “bonitão” e se trata de um “black power”. “É um estilo, é um ritmo”.

Horas depois, o vídeo da transmissão já circulava nas redes sociais, revoltando torcedores do Londrina e também de outros clubes, que acessaram as páginas da rádio para criticar o caso.

Assista abaixo:

O Londrina Esporte Clube (LEC) divulgou uma nota de repúdio contra o racismo e afirmou que medidas serão tomadas contra o fato. “É inadmissível e lamentável, veemente, que tais comunicadores, formadores de opinião, propaguem atos de racismo! Em verdade, o racismo é inadmissível em qualquer situação, lugar, fala e deve ser lutado diariamente, por todos! Com certeza as medidas serão tomadas, contudo, cabe a nós entender que não basta não ser racista, é necessário ser ANTIRRACISTA!”, diz o clube em nota.

A Torcida Falange Azul, organizada do clube, também se manifestou nas redes sociais. “Não aceitamos esse tipo de atitude e sempre lutaremos contra o racismo. Não há espaço para o racismo em lugar nenhum!”, disse a associação.

O Vasco da Gama compartilhou a nota do Tubarão e completou dizendo que o racismo é crime e não pode ser tolerado.

Imagem: Reprodução

Nas redes sociais, o repórter Vinicius divulgou um vídeo pedindo desculpas pelas declarações e afirmou que entrou em contato com o jogador para se desculpar. Ele acrescentou que o comentário foi “infeliz” e que está “arrependido”. No mesmo vídeo, a Rádio escreveu que “todos seus profissionais repudiam veemente qualquer tipo de ato de injúria ou racismo e não compactua com tais práticas”. Veja abaixo:

Redação Tem



Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail