Caso Eduarda: Ricardo presta depoimento e muda versão inicial do crime

Fotos: Reprodução/Facebook

Uma nova audiência do caso Eduarda Shigematsu, aconteceu nesta segunda-feira (04) em Rolândia, na região metropolitana de Londrina. Ricardo Seidi, pai da menina, e Terezinha de Jesus, avó, prestaram novos depoimentos no fórum da cidade. Os dois são acusados de matar e esconder o corpo da garota de apenas 11 anos, em abril do ano passado.

Durante o depoimento, Ricardo mudou a versão contada inicialmente e passou a afirmar que sua mãe, Terezinha, não sabia que Eduarda estava morta. O pai segue preso em Londrina, enquanto a avó está solta por conta de um Habeas Corpus.

Terezinha confirmou o depoimento do filho, dizendo que desconhecia a morte da neta.

Júri Popular

A acusação deseja que ambos sejam levados ao tribunal do júri. A Justiça deve decidir como os dois serão julgados dentro de 30 dias. Mãe e filho, respondem por homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver, feminicídio, além de falsidade ideológica, pelo fato de registrarem um boletim de ocorrência em busca da menina, mesmo sabendo que ela já estava morta e enterrada nos fundos de uma casa da família.

O crime tem o agravante por ter sido cometido de forma cruel, sem dar chances de defesa à vítima.

Redação Tem


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail