Mulher de 58 anos morre vítima de dengue em Cambé, confirma Sesa

Londrina é segunda cidade com mais casos da doença no Paraná.

Imagem: Reprodução

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) divulgou, nesta terça-feira (30), o informe sobre a situação da dengue no Paraná. De acordo com os dados, o estado registrou 5.144 novos casos e três óbitos pela doença. O período sazonal 2023/2024, que teve início em julho do ano passado, soma 21.837 casos confirmados e seis óbitos em todo o Paraná.

São 77.750 notificações, 17.352 casos em investigação e 34.309 descartados. Dos 399 municípios, 245 apresentaram casos autóctones, ou seja, quando a doença é contraída localmente, e 377 tiveram notificações.

As Regionais de Saúde com mais casos confirmados de dengue são a 16ª RS de Apucarana (5.039), 17ª RS de Londrina (2.282), 14ª RS de Paranavaí (2.190), 22ª RS de Ivaiporã (1.927) e 15ª RS de Maringá (1.799). Já os municípios que apresentam mais casos confirmados são Apucarana (3.607), Londrina (1.776), Maringá (1.112), Ivaiporã (1.048) e Paranavaí (867).

Óbitos

As mortes que constam neste último informe são de pessoas entre 42 e 58 anos que não possuíam comorbidades. As vítimas são uma mulher de 58 anos, moradora de Cambé, na RML. Além de dois registros no município de Cambira — um homem de 42 anos e uma mulher de 57.

Chikungunya

O novo boletim confirmou ainda 12 novos casos de chikungunya, somando 59 confirmações da doença no Estado. Do total de casos, 43 são autóctones (quando a doença é contraída no município de residência). Há, ainda, 137 casos em investigação e 445 notificações.

Desde o início deste período não houve confirmação de casos de zika vírus. Foram registradas 56 notificações.

Redação Tem Londrina com Sesa


ﻄ17
Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail