Econorte tem até às 16h30 para retirar cancelas do pedágio de Jataizinho

Empresa instalou cancelas extras para barrar motoristas – Foto: Reprodução/G1

A Superintendência Regional Norte do Departamento de Estradas e Rodagem do Paraná (DER/PR) notificou, nesta segunda-feira (07), a concessionária Econorte para que remova os dispositivos de redução de velocidade e as cancelas extras instaladas na praça de pedágio de Jataizinho, na região metropolitana de Londrina.

A empresa tem até as 16h30 de terça-feira (08) para remover os dispositivos de redução de velocidade e as cancelas extras.

O pedágio de Jataizinho é o mais caro do Paraná: custa R$ 23,70 para veículos de passeio. 

Leia a notificação na íntegra:

“A Superintendência Regional Norte do DER/PR está notificando a concessionária para que remova os dispositivos de redução de velocidade, implantados sem análise e aprovação do DER/PR.

A implantação de ondulação transversal (lombada) em vias públicas, conforme a Resolução n.º 600/2016 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), determina que:

– A lombada pode ser utilizada onde se necessite reduzir a velocidade do veículo, nos casos em que um estudo técnico de engenharia de tráfego demonstre índice significativo ou risco potencial de acidentes cujo fator determinante é o excesso de velocidade, e onde outras alternativas são ineficazes;

– A implantação de lombadas em vias públicas dependerá de autorização expressa da autoridade de trânsito responsável pela via.

Neste caso, a autoridade de trânsito é o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR).


Similarmente, o DER/PR está notificando a concessionária para que interrompa o funcionamento da cancela recém instalada, até que apresente estudo técnico justificando sua instalação, para devida análise. A concessionária tem prazo de 24 horas para remover as lombadas e interromper o funcionamento da cancela dupla”.

Leia mais:

Redação Tem


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail