UEL contribui para a boa colocação de Londrina no Mapa do Turismo Brasileiro

Foto: Reprodução/Agência UEL

A produção e a disseminação da ciência atraem para Londrina milhares de visitantes todos os anos, fortalecendo-a como polo de eventos de grande porte em diversas áreas de conhecimento. A elevação do município à categoria A no Mapa do Turismo Brasileiro (2019-2021), divulgado no início desta semana, reflete os resultados deste turismo de eventos, com grande participação da UEL, por meio de congressos, debates e palestras. Estimativa do Londrina Convention Bureau aponta que em 2019 serão realizados 3 mil eventos na cidade. Somente este ano a UEL já realizou ou tem cadastrado 416 eventos, totalizando mais de 24 mil participantes. Destes, 22 são internacionais e 38 nacionais, que deverão atrair palestrantes renomados e pesquisadores interessados em acompanhar os debates científicos. Os dados foram levantados junto à Assessoria de Tecnologia da Informação da UEL (ATI), com base nos eventos oficiais cadastrados na Pró-reitoria de Extensão, Cultura e Sociedade (PROEX).

Considerando o biênio 2018/2019, o volume de eventos cadastrados aumenta em grande proporção, chegando a 984, com 64.779 inscritos. São 44 eventos internacionais, 471 locais, 107 nacionais, 316 regionais e 46 estaduais. A diretora de turismo da Companhia de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Maite Uhlmann, confirma que a elevação para a categoria A se deve à atração de turistas para eventos e negócios, já que a cidade não conta com atrativos naturais como praia, quedas e montanhas.

O que fortalece Londrina, explica ela, é oferecer uma série de atrativos para o visitante a partir de um roteiro de compras, restaurantes, bares, lanchonetes e lazer bem próximos durante a estadia local. Ela explica que a partir desta inserção, o município passa a ter condições de disputar recursos oficiais do Ministério do Turismo, juntamente com Foz do Iguaçu e Curitiba. “Entendemos que a UEL é um celeiro de eventos e mais do que isso, um grande banco de talentos. A Universidade tem participação gigante neste resultado”, define a diretora.

O nível A é conferido aos municípios com maior fluxo turístico e maior número de empregos e estabelecimentos no setor de hospedagem. O levantamento nacional apontou 2.694 cidades de 333 regiões turísticas no país, validadas pelo Ministério do Turismo e incluídas na atualização da plataforma. No Paraná, são 14 regiões turísticas, segundo o novo mapa.

O presidente executivo do Convention Bureau, Arnaldo Falanca, detalha que o maior volume dos eventos da cidade está ligado à área acadêmica com grande participação da UEL e das demais Universidades e faculdades existentes. Outras áreas de eventos estão relacionadas aos setores de saúde, agronegócio, sociais (casamentos, formaturas e festas), além dos eventos corporativos e religiosos.

Ele considera a UEL como o maior captador dos eventos acadêmicos e defende que professores e servidores se envolvam cada vez mais nas ações do setor. O objetivo é equipar Londrina, tornando-a mais atrativa para quem vem de fora. “Esta elevação somente aumenta a nossa responsabilidade, pois necessitaremos preparar melhor a cidade para concorrer com as demais que estão na mesma categoria”, define o executivo.                       

“Entendemos que a UEL é um celeiro de eventos e mais do que isso, um grande banco de talentos. A Universidade tem participação gigante neste resultado”.

Diretora da Codel, Maite Uhlmann.  

Rede hoteleira 

Além das centenas de eventos realizados anualmente, a UEL realiza o Vestibular, que historicamente ultrapassa a casa dos 20 mil inscritos, colaborando com o calendário de eventos fixos de grande importância para a rede hoteleira. Considerando ainda os acompanhantes dos candidatos, calcula-se que milhares de pessoas de outras cidades vêm para Londrina para realização da prova da 1ª fase, realizada no mês de outubro.

Outro evento de grande proporção é a Feira das Profissões, que em junho deste ano reuniu mais de 15 mil estudantes em visitas agendadas ao Campus Universitário para conhecer a estrutura dos 53 cursos de graduação. Segundo a Pró-reitoria de Graduação (Prograd), os participantes da edição deste ano vieram de 193 escolas de 67 municípios – 51 do Paraná e 16 do estado de São Paulo.

Entre os grandes eventos já realizados em 2018 e 2019 se destacaram o Congresso Internacional de Política Social e Serviço Social: desafios contemporâneos, com 1062 participantes; Encontro Internacional de Estudos da Imagem, 622 inscritos; Congresso Paranaense de Microbiologia e Internacional Symposium of Mycology com 602 inscritos; Congresso Internacional de Educação – contextos educacionais, que ainda está com inscrições abertas e já conta com 415 inscritos; e o Congresso Brasileiro de Educação Sexual com 321 inscritos.

Somente esta semana estão sendo realizados diversos eventos na UEL, entre eles, o 4º Simpósio Nacional de História Militar, que trouxe à Londrina participantes de mais 30 instituições do país. Outro evento de grande porte é o 14º Workshop do Projeto Atlas Linguístico do Brasil, que reúne pesquisadores e estudantes de oito instituições brasileiras, todas Universidades Federais, além de pesquisadores da UEL.

A Universidade sedia ainda nestes dias a Jornada Internacional Brasil e Argentina (JIBA), que debate as formações de professores da área das Ciências Humanas, envolvendo especialmente as licenciaturas de Ciências Sociais e Letras-Espanhol. O evento busca também consolidar as ações de internacionalização entre a UEL e a Universidade Nacional de Córdoba, reunindo pesquisadores brasileiros e argentinos.

Foto: Reprodução/ Agência UEL 

Outra ação relacionada à atração de visitantes decorre dos convênios, programas e acordos que a Universidade mantém com 136 Instituições de Ensino Superior de 28 países, segundo dados repassados pela Assessoria de Relações Internacionais (ARI). Destes acordos, 86 são para a chamada mobilidade acadêmica, que permite a vinda e o envio de pesquisadores. Há ainda o recebimento de profissionais que vêm de outros locais para etapas de pesquisas e eventos, sem qualquer formalização ou acordo de mobilidade. 

Redação Tem com Agência UEL


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail