De quem é a culpa?

Roberto Fonseca deixa comando técnico do Londrina

Roberto Fonseca deixa o comando técnico do Londrina – Foto: Reprodução/Facebook

Salve Nação Alviceleste!

Depois da vexatória derrota frente ao Bahia pela Copa do Brasil, o clima no Londrina segue tenso, agora o treinador Roberto Fonseca, que acabou de retornar de um período no Novorizontino pediu as contas e deixou a equipe, após a incrível marca de 1 partida a frente do comando técnico. Fonseca publicou em suas redes sócias alguns dos motivos que o levaram a tomar tal decisão, tais como dificuldades em se cumprir o planejamento inicial, como a vinda de jogadores que não aconteceram devido ao orçamento do Londrina para a série B e também determinadas falas da imprensa e torcida que o mesmo julgou que ultrapassaram a questão profissional e atingiram até sua família.

Porém inúmeras questões surgem, seria essa uma desculpa por não ter gostado do trabalho do treinador Alemão no paranaense? Visto que o próprio Fonseca fez inúmeras modificações na equipe, mesmo com jogadores totalmente fora do ritmo de jogo. Talvez o mesmo não vê futuro no atual elenco e como sabe que não irá receber os reforços que gostaria está tirando “o seu da reta”? Será que isso poderá ocorrer com o atacante Dagoberto também? Que pediu no mínimo um time competitivo para renovar seu contrato?

Não sei, porém o que sei é que continuamos com falsas promessas e principalmente com mais apostas, os reforços vieram de clubes de pequena expressão pelo país, assim como nos últimos anos, dó de investir? Esse é o ano da maior receita recebida pelo Londrina, o avanço até a atual fase da Copa do Brasil rendeu 4,5 milhões de reais ao clube (tirando a porcentagem da divisão com o Botafogo/PB na fase anterior), somado ao que receberemos pela Série B é vergonhoso não termos um time competitivo para o acesso.

Temos bons nomes no elenco e jovens promissores, casos de Luquinha, Marcelinho e Anderson Oliveira, porém a responsabilidade cair nas costas desses jovens não é justo com os mesmos, que tem condições de evoluir muito na carreira, visto que sabemos como é o futebol e a paixão do torcedor, de modo que se o jogador não vai bem em 2 ou 3 jogos a pressão sobre ele é cada vez maior e com jovens como esses, pode ocorrer de serem queimados. Se a receita no ano é a maior nos últimos anos (em que o investimento foi ridículo e mesmo assim pela ruindade dos adversários quase conseguimos subir) porque não investir um pouco mais e definitivamente conquistar o acesso?

O problema maior seria o fim do contrato do gestor que se encerra no próximo ano? A falta de vontade em investir gira em torno disso? O papo de “esse ano subiremos” já cansou, as falsas promessas não deixam com que isso realmente se concretize. Apenas para citar alguns nomes, tentamos contratar Everton Sena, Felipe Marques e Paulinho, bons jogadores do Novorizontino, e os perdemos por propostas melhores, de grandes clubes do país? Não, do Cuiabá. Se queremos figurar na elite do futebol nacional em 2020 é necessário investir em bons jogadores, é necessário ter um elenco qualificado, visto que a série B é longa.

Não é necessário que concordem com tal texto, ele é mais um desabafo desse que vos escreve, porém pelo quarto ano seguido iniciaremos uma série B com promessas e mais promessas e NENHUM jogador que chega para resolver, que chega para jogar. O torcedor já perdeu a paciência com isso, e aí senhor gestor, mais um ano entraremos em um campeonato apenas para disputa-lo? Visto que não vejo a gana de ser campeão de algo há muito tempo, o nível ridículo do paranaense por exemplo é algo que me deixa revoltado, e olha que nem precisaríamos de muito para sermos campeões, porém o mais irritante é o descaso e a falta de vontade de investir para conquistarmos o acesso para a primeira divisão, isso que nem vou ficar aqui citando os inúmeros pontos positivos de disputar a elite do futebol, porque isso qualquer um sabe.

E para você torcedor, quem é o maior culpado pela atual “desorganização” do futebol do Londrina? Alemão? Roberto Fonseca? Jogadores? O gestor Sérgio Malucelli?

Diego Rocha

Londrinense de corpo, alma e coração, apaixonado por futebol, pela festa nas arquibancadas e principalmente pelo Londrina Esporte Clube.


Esse conteúdo é de responsabilidade de seu autor(a).


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail