Fumacê contra dengue percorre bairros de Londrina; veja os próximos

Imagem: Emerson Dias

Para combater a proliferação do mosquito que transmite a dengue, o Aedes aegypti, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) estendeu a aplicação do inseticida para mais regiões da cidade. O trabalho, iniciado em 23 de março, já percorreu alguns bairros das regiões leste e sul. Agora, está visitando também bairros das regiões norte e oeste.

A dispersão do fumacê acontece quando as temperaturas estão amenas e o Aedes tem maior circulação. Pela manhã, das 4h às 10h, e à noite, das 17h às 21h. De segunda a sábado, a ação é feita nos dois horários e no domingo apenas pela manhã.

Os carros do fumacê realizam três aplicações, no total, em cada localidade. As aplicações são adiadas em caso de interferências climáticas, como chuvas ou ventos fortes, que prejudicam a dispersão ou eficácia do inseticida.

Para que a medida tenha o efeito esperado, a comunidade precisa colaborar abrindo portas e janelas. Isso faz com que o inseticida adentre nas residências. Por outro lado, alimentos, recipientes com comida ou água e os animais domésticos precisam ser protegidos.

As localidades que recebem o inseticida são selecionadas mediante o trabalho em campo com vistorias, realizadas pelos agentes de Controle de Endemias da SMS. “Onde verificamos maior número de focos ou alta nas notificações de dengues e demais endemias, intensificamos as ações de controle, como o fumacê”, explicou o secretário municipal de Saúde, Felippe Machado.

No entanto, como o inseticida atinge o mosquito somente em fase adulta, eliminar os criadouros é um trabalho essencial. “Cada morador tem que eliminar os pontos e objetos com água parada que existem nos imóveis. Só assim conseguiremos conter a proliferação do Aedes e impedir o avanço da dengue na cidade”, frisou o secretário municipal de Saúde.

Os quatro veículos, devidamente apropriados para o fumacê, foram cedidos ao Município pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesa).

Veja os próximos bairros listados para aplicação do fumacê:

Região Sul: Parque das Indústrias (PIND); jardins Franciscato, Nova Esperança, Del Rey, Atlanta, Residencial Cristal, Santa Joana, Campos Elísios, Novo Perobal, Jatobá, Neman Sayhun, Vale Azul, Piza (I e II), Monte Belo; conjuntos Jamile Dequech, Alto Cafezal, São Lourenço, Roseira, Cristo Rey; parque Ouro Branco (I e II).

Região Leste: jardins Santa Fé, Marabá, Meton, Castelo, Morumbi, Espanha, Kase; vilas Yara, Santa Terezinha, Casone, Góes; e conjunto Pindorama.

Região Noroeste: conjuntos Parigot de Souza, Chefe Newton, Santa Rita V, Hilda Mandarino, Carnascialli; Residencial do Café; jardins Continental, Paraty, Palmas, Padovani, Santo André, Maria Lúcia, Santa Madalena, Nova Olinda, Imagawa, Cabo Frio; parques São Jorge, Ouro Verde, Residencial Elisabeth; Vista Bela, Nossa Senhora Aparecida e Maria Celina.

Região Oeste: jardins Itamaraty, Bancários, Alvorada, Sumaré e Hedy.

Região Norte: jardins Dom Vicente, Campos Verdes, Itapoá, Belém, Paris, Athenas; conjuntos Luiz de Sá (I e II), Aquiles Sthenguel, Assis, Semíramis (I e II), Violin (I e II), Sebastião de Melo, Maria Cecília (I e II); Heimtal, Vivi Xavier, Portal do Sol e Residencial Profª Marieta.

Redação Tem com Ncom



Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail