PROCON notifica mercados por aumento de preços de alimentos em Londrina

PROCON afirma que qualquer cidadão pode denunciar – Foto: Colaboração/TemWhats

Após ter recebido uma série de denúncias referentes a aumento de preços de produtos alimentícios básicos, comercializados pelas principais redes de supermercado da cidade, o PROCON (Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor) fiscalizou e notificou vários estabelecimentos nesta sexta-feira (04). As denúncias são direcionadas, principalmente, a um possível aumento injustificado dos valores de venda do arroz de cinco quilos, além de outros itens de cesta básica como leite, feijão, farinha de trigo, café, óleo e açúcar. O órgão não divulgou os nomes dos estabelecimentos.

A partir da determinação oficial, os representantes das lojas fiscalizadas agora terão prazo de cinco dias para apresentar justificativa e prestar esclarecimentos, apresentando os documentos solicitados pelo órgão.

Os locais notificados deverão informar o motivo da variação de preço, informando os valores de compra e de venda de todas as marcas dos produtos relatados, no período de 1º de agosto a 1º de setembro. Caso haja constatação de irregularidades ou preços abusivos, as redes poderão sofrer sanções do PROCON, que vão desde advertência ou multa a até, em último caso, interdição das lojas.

De acordo com o diretor-executivo do PROCON, Carlos Eduardo Vaz, foram várias as reclamações registradas, recentemente, pelos consumidores quanto a variação de preços nos últimos 30 dias, principalmente em relação ao preço do arroz. “Foram notificadas lojas das grandes redes de supermercados, que precisarão apresentar todas as notas fiscais dos produtos, no último mês, para que seja possível apontar se está sendo praticado, ou não, abuso nos preços. Se isso for confirmado, será lavrado auto de infração e aberto prazo de dez dias para apresentação de defesa”, frisou.

A recusa em apresentar as informações solicitadas pode configurar crime de desobediência, previsto no artigo 330 do Código Penal.

Denúncias

Qualquer cidadão pode fazer sua denúncia ao PROCON, pelo número 151, 3372-4823 ou 3372-4824/4825. O e-mail é o [email protected].

Devido à pandemia, os atendimentos estão sendo feitos das 9 às 15 horas, de segunda a sexta-feira. Para atendimentos presenciais, é necessário agendamento prévio. O endereço é na Rua Piauí, 1.117.

Redação Tem com Ncom



Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail