Em abril, Londrina já registra mais óbitos do que nascimentos

Brasil e Paraná também registram mais óbitos do que partos.

Foto: Reprodução

A pandemia do coronavírus fez a cidade de Londrina registrar, pela primeira vez na história, mais mortes do que nascimentos em um período. Isso está acontecendo neste mês de abril e se os dados continuarem assim, este será o primeiro mês da história a registrar o fato.

De acordo com o Portal da Transparência do Registro Civil, nos primeiros dias de abril, os cartórios do município registraram 80 óbitos, contra 60 nascimentos — vale ressaltar que os dados podem demorar até 15 dias para serem computados. Dos óbitos deste mês, até esta quarta-feira (07), 61 foram causados pela covid-19, mas não é possível saber se todos já foram registrados.

Para se ter uma ideia, março registrou 653 óbitos e 665 nascimentos, sendo considerado o mês com o maior número de óbitos na cidade.

O Brasil também constata o mesmo dado, já que foram confirmados 11.774 nascimentos e 12.181 óbitos no mesmo período. Um saldo negativo de 407 vidas. No Paraná, a mesma situação é constatada, com 1.414 mortos contra 1.296 nascidos.

Em Londrina, apenas nos últimos três dias, a Secretaria de Saúde já confirmou 36 óbitos em decorrência do coronavírus.

Redação Tem



Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail