Sem horário de verão, o dia em algumas cidades brasileiras começa a clarear antes das 4h

Vai ter dia em dezembro começando a despontar às 3h33

Foto: Reprodução

O dia no Rio de Janeiro está começando a clarear antes das 4h, algo que não acontecia há quase 35 anos. Mas não se trata de nenhum fenômeno atípico. É uma consequência do cancelamento do horário de verão. O regime especial foi revogado em abril pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), pondo fim a uma sequência que vinha desde novembro de 1985.

Se seguisse o que foi adotado nos últimos anos, a edição 2019/2020 deveria ter começado no último fim de semana – tanto que choveram relatos nas redes sociais de que celulares adiantaram uma hora à 0h deste domingo (20). O “bug” já foi corrigido.

Como o Rio de Janeiro – assim como as regiões Sudeste e Sul e parte do Centro-Oeste – não vai ajustar o relógio neste verão, a claridade, naturalmente maior nesta época do ano, vai ser percebida cada vez mais cedo. Vai ter dia em dezembro começando a despontar às 3h33.

Por que o governo aboliu o horário de verão

O objetivo do horário de verão era aproveitar os dias mais longos para obter um melhor aproveitamento da iluminação natural, principalmente no horário entre 18h e 21h. Nesse horário, as lâmpadas dos espaços públicos são ligadas, boa parte da população chega em casa e parte do comércio, escritórios e indústria continua ativa.

Mas, nos últimos anos, mudou o padrão de consumo do país. Lâmpadas incandescentes foram substituídas por lâmpadas mais eficientes, e o horário de pico de energia se deslocou do início da noite para o meio da tarde, por volta das 15h, devido ao aumento expressivo do uso de ar-condicionado.

Estudo do Ministério de Minas e Energia divulgado no ano passado já apontava para a perda de efetividade do horário de verão. Segundo a nota técnica, a adoção de outros instrumentos regulatórios, como a tarifa branca e preço por horário, poderia produzir resultados mais relevantes para o setor elétrico.

Redação Tem com G1


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail