Londrina bate novo recorde com 1.712 casos ativos de covid

Recorde anterior aconteceu em junho de 2021, com 1.267 casos. Cidade também confirma mais um óbito.

Imagem: Reprodução/AEN

A Secretaria de Saúde de Londrina registrou um novo e preocupante recorde da pandemia. O município confirmou mais de 1.700 casos ativos do novo coronavírus, maior número registrado desde o início da crise sanitária, em março de 2020. A pasta também registrou mais morte causada pela doença no boletim desta terça-feira (11).

O recorde anterior de casos ativos aconteceu em junho de 2021, com 1.267 diagnósticos.

A vítima deste informe é uma mulher, de 67 anos, internada em hospital público em 25 de agosto. Ela faleceu na data de ontem (10).

São mais 536 diagnósticos positivos nas últimas horas, elevando para 1.712 o número de casos ativos da doença — recorde da pandemia. Desde o início da pandemia, 2.325 londrinenses perderam a vida.

O número de casos confirmados da doença explodiram nos últimos dias e assustam pela rapidez do contágio. Os casos podem estar relacionados à chegada da variante ômicron.

A média móvel de casos positivos disparou para 309 registros por dia, mesmo índice registrado no pico da pandemia.

Apesar da alta nos casos confirmados, a taxa de hospitalização segue estável. Atualmente, onze londrinenses estão internados, sendo 6 em UTI e 5 em enfermaria.

A Prefeitura de Londrina não informou no boletim desta terça-feira, o número de pessoas que aguardam resultados de testes, além da taxa de hospitalização dos pacientes com coronavírus.

Redação Tem



Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail