FILO 2019 oferece variedade de espetáculos nesta semana

A programação vai até 1 de setembro

 Foto: Divulgação

O Festival Internacional de Londrina (FILO), que está celebrando 50 anos de história, continua levando ao público uma série de atrações teatrais nesta semana, envolvendo apresentações de grupos vindos de diferentes partes do Brasil. Nesta segunda-feira (19), um dos destaques será o espetáculo “Kintsugui, 100 Memórias”, às 20h30, no Teatro Ouro Verde. O grupo Lume Teatro, de Campinas (SP), leva ao palco uma proposta cênica que busca costurar fragmentos do afeto, trabalhando uma ideia de memória não linear e nem bucólica, mas sim como elemento que apresenta o gesto da vontade no ato de lembrar.

Foto: Arthur Amaral

A montagem é uma dramaturgia autoficcional desconstruída de maneira não narrativa que transita perifericamente pela história dos intépretes, suas histórias em grupo e, como projeção, pela história dos espectadores. Kintsugi, ou a beleza da imperfeição, é uma palavra japonesa que significa emenda com ouro. Essa arte consiste em reparar cerâmica quebrada com uma mistura de laca e pó de ouro, prata ou platina. A classificação da peça é de 16 anos.

Ainda hoje (19), o grupo londrinense Andaime, das Artes Cênicas da UEL, apresenta o espetáculo “Meu Nome é Legião”, às 20h, na Divisão de Artes Cênicas (DAC) da Casa de Cultura UEL. Música eletrônica e arte de rua permeiam a peçam dando o tom e ritmo para reflexões sobre o desconforto dos dias. Neste contexto, a arte aparece como ferramenta de enfrentamento ao mundo do ódio virtual crescente nas redes sociais.

A produção ressalta a força do movimento coletivo e o alcance transformador da cultura no centro das reflexões a que se propõem os formandos de 2018 do curso de Artes Cências da Universidade Estadual de Londrina, nesta montagem que incorpora a poesia à leitura do cotidiano. As palavras trazem à tona temas caros à atualidade: política, questões de gênero e raça, espiritualidade, solidão e medicalização da sensibilidade.

A grade completa da programação e as informações sobre os eventos podem ser acessados no endereço www.filo.art.br . A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, é uma das apoiadoras do FILO 2019.

Nordeste em foco

Na terça-feira (20) e quarta-feira (21), às 20h30, o Teatro Ouro Verde abre o palco para o Grupo Carmin, que vem diretamente de Natal (RN) para mostrar o espetáculo “A Invenção do Nordeste”. A montagem coloca no centro da cena o tema do preconceito contra o Nordeste, seu povo e sua cultura, em tempos de polarização política e xenofobia.

A atriz Quitéria Kelly se alarmou com as primeiras manifestações xenofóbicas já nas polarizadas eleições presidenciais brasileiras de 2014. Foi ali que surgiu nela o desejo de escancarar os clichês que envolvem o Nordeste e os nordestinos. O ponto de partida foi a obra do historiador Durval Muniz de Albuquerque Jr, autor do livro “A Invenção do Nordeste e outras Artes”. Nos dois anos seguintes, com apoio dos dramaturgos Pablo Capistrano e Henrique Fontes, a história foi lentamente construída. Era a primeira vez de Kelly na direção e o quarto trabalho autoral do grupo potiguar.

Na trama, um diretor de cinema seleciona o ator de um filme cujo protagonista é nordestino. A escolha entre dois atores finalistas coloca em movimento reflexões em torno de um estigma: os estereótipos não conseguem abarcar a diversidade e complexidade do que é ser nordestino em meio a referências tão múltiplas quanto díspares – de Glauber Rocha e Euclides da Cunha, de Luiz Gonzaga a Ariano Suassuna. A montagem se vale de recursos como filmes e documentos, maquetes e miniaturas, em diferentes registros de atuação — tragédia, comédia, teatro épico, pós-dramático, dança.

Agenda

Terça-feira (20)

Espetáculo: “O Mar do Tempo Perdido”

Grupo: À Deriva Grupo de Teatro – Artes Cênicas UEL (Londrina – PR)

Local: Divisão de Artes Cênicas (DAC) da Casa de Cultura UEL

Horário: 20h

Classificação: 14 anos

Duração: 45 minutos

Quarta-feira (21)

Espetáculo: “A Invenção do Nordeste”

Grupo: Grupo Carmin (Natal – RN)

Local: Teatro Ouro Verde

Horário: 20h30

Classificação: 12 anos

Duração: 60 minutos

FILO 2019 – Com programação repleta de espetáculos de teatro, música e debates sobre o fazer cultural, o Festival Internacional de Londrina (FILO) comemora 50 anos de história em 2019. A atual edição traz o tema “FILO 50+1”, que representa o último cinquentenário mais o primeiro ano de vida por vir. O evento vai até o dia 1 de setembro e, posteriormente, a cidade terá outras atividades culturais ligadas ao festival.

Ingressos – Os ingressos para o FILO 2019 podem ser adquiridos pela internet no site www.diskingressos.com.br e também nos pontos de venda: Óticas Diniz (em horário comercial e também no Catuaí Shopping e Norte Shopping) e Empório Amadeus (Mercadão da Prochet – Avenida Harry Prochet, 305 – Box  95 – Terça a sexta, das 12h às 22h, sábado, das 10 às 20h, domingo, das 10h às 14h).

Ingressos a  R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada). A listagem completa dos benefícios está disponível no site www.filo.art.br.

Serviço:

Festival Internacional de Londrina – FILO 2019

De 15 de agosto a 1 de setembro

Patrocínio:  Lei de Incentivo à Cultura, Copel, Governo do Estado do Paraná e Bratac.

Apoio: Sicredi, Midiograf, Viação Garcia, Unimed, Sesi Cultura, Crillon Palace Hotel, La Comédie, Núcleo dos Festivais Internacionais das Artes Cênicas do Brasil, Editora Cobogó, Ciranda, Bella Vista, Rádio UEL FM.

Apoio institucional: Secretaria Municipal de Cultura e Associação Médica de Londrina.

Realização: Universidade Estadual de Londrina, Palipalan Arte e Cultura, Secretaria Especial da Cultura e Ministério da Cidadania.

Redação Tem com N.com


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail