Professores denunciam fim do EJA em rede privada em Londrina

Imagem: Reprodução

Professores do projeto EJA Educação e Cidadania do SESC Paraná denunciam uma demissão em massa ocorrida nesta semana em todo o estado. Segundo eles, somente aqui em Londrina, 11 profissionais foram demitidos sem aviso prévio na quarta-feira (24).

Com isso, o projeto de alfabetização de jovens e adultos foi encerrado faltando duas semanas para o fim do ano letivo e os alunos também estão sem saber como deve ficar a situação deles. Atualmente, cerca de 80 alunos eram atendidos pelo projeto, que segundo os docentes, funciona há 40 anos na cidade.

Além da preocupação com a própria situação de trabalho, os professores fazem questão de destacar o quanto a condição afeta também, de maneira negativa, os estudantes, principalmente os mais pobres. “Precisamos lembrar ainda que o governo estadual tem fechado as escolas no período noturno e as aulas dos CEEBJAs — Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos — acontecem a noite. Assim, com o fechamento do estado e da rede privada, as opções de ensino noturno devem se acabar muito em breve”, comenta um dos professores demitidos.

O Sindicato dos Profissionais das Escolas Particulares de Londrina e Norte do Paraná (Sinpro) foi informado da situação dos professores demitidos e informou que entraria em contato com o setor de Recursos Humanos da entidade no Paraná.

Até o fechamento desta matéria, eles não haviam dado retorno aos professores.

Redação Tem



Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail