Quem é o paranaense que está treinando Mike Tyson

Foto: Repodução

Mike Tyson, lenda vida do boxe, está sendo treinado pelo curitibano Rafael Cordeiro, 47 anos. O boxeador norte-americano, de 53 anos, não confirmou seu retorno ao esporte profissional, mas deixando no ar a possibilidade de voltar a lutar. Os dois estão treinando nos Estados Unidos desde o final de abril.

Nascido em Curitiba, Rafael Cordeiro virou multicampeão ainda no Brasil, treinando os paranaenses Anderson Silva, Wanderlei Silva e Maurício Shogun, além de diversos outros atletas de destaque do MMA – Mixed Martial Arts, esporte que utiliza muito as técnicas do boxe. Eleito duas vezes melhor treinador de MMA do mundo, ele mora atualmente na Califórnia e é o comandante da academia Kings MMA, em Huntington Beach.

No seu instagram, Rafael divulgou vídeo de um treino com Tyson. Assista:

“Foi uma honra imensurável, uma realização como treinador estar com a lenda das lendas. Ali eu atingi meu ápice como profissional, realizei um sonho de garoto, treinei com meu ídolo. Eu tive oportunidade de treinar com todos os meus ídolos no esporte, e com ele não foi diferente. Mesmo com 53 anos, ele continua em um nível muito alto, com uma pancada violentíssima, movimentação de um garoto, e com certeza se ele voltasse hoje, ia fazer frente com qualquer um. Está sendo um privilégio treinar com ele”, afirmou Rafael Cordeiro, em entrevista para a revista Tatame.

O curitibano e norte-americano se conheceram nas filmagens do filme ‘Kickboxer: Retaliation’, filme de Jean-Claude Van Damme, do qual Tyson e Fabricio Werdum participaram como atores. Rafael é treinador de Werdum.

O treinador destacou a humildade do ‘aluno’ Mike Tyson. “A mentalidade dele na hora do treino, é uma coisa que ele se transforma. Ele é muito focado. Na hora de aquecer, ele bota o sonzinho dele no ouvido, meia hora na bicicleta, e quando vai para o treino ele vai soltando as bombas desde o primeiro até o último soco. Ele estuda cada movimento que faz. É um cara muito detalhista. A cada combinação que a gente passa, ele para no meio para saber se a postura dele de corpo, de braço está boa, se ele está jogando bem o ombro, se está achando a distância… Mais do que estar dando o treino, estou tendo uma grande aula de humildade”, declarou Rafael Cordeiro, para o site Combate.com.

O curitibano afirmou que não sabe se Tyson tem planos de voltar ao boxe profissional. E afirmou que ele poderia ser um campeão de MMA, se quisesse. “Se volta um pouco o tempo e se ele quisesse, o Tyson ia ser campeão mundial de MMA com certeza! ‘Ah, qualquer coisa eu coloco o Tyson para baixo’: não é assim. O cara é uma parede! Com certeza, se tivesse ido para o MMA no passado, teria arrebentado um monte de gente. A mentalidade e a memória muscular dele estão muito boas. Acredito que esse homem bem treinado… Não dá para duvidar do Tyson”, declarou.

Tyson atuou profissionalmente pela última vez em junho de 2015, quando foi derrotado por Kevin McBride. O norte-americano começou a lutar profissionalmente em 1985 e, entre 1986 e 1997, manteve cinturões de campeão mundial de três grandes entidades do boxe. Somou 58 lutas, com 50 vitórias, seis derrotas e dois confrontos sem resultados. Venceu 44 delas por nocaute.


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail