Especialistas garantem que você não deve lavar o arroz antes de cozinhar

Lavagem, além de não ser necessária, escorre, junto com a água, boa parte dos nutrientes do cereal; entenda mais sobre a prática.

Foto: Reprodução

Não é verdadeiro o mito de que o arroz não nos fornece nutrientes: o grão é boa fonte de potássio, ferro, fósforo, magnésio e diversas vitaminas, além do sabor especial e do complemento perfeito para um bom prato. O que, sim, é uma falsa lenda e deve ser abandonado como hábito é a prática comum de se lavar o arroz antes do cozimento – além de não ser necessária, a lavagem escorre, junto com a água, uma boa parte desses nutrientes.

Por ser um alimento não perecível, o arroz não é uma superfície ou ambiente preferencial às bactérias – e, ainda que fosse, o cozimento em alta temperatura é suficiente para eliminar eventual microrganismo presente no grão. O arroz polido branco não precisa, portanto, ser lavado e, além de perder seus nutrientes, a lavagem pode tornar o arroz grudado depois de pronto.

No caso do arroz integral, a lavagem impacta menos os nutrientes, visto que o grão segue ainda embalado em sua casca protetora, perdendo assim menos suas vitaminas e minerais ao ser lavado.

Lavar o arroz deixa ele mais grudado depois de pronto
Foto: Reprodução

Lavar o arroz deixa ele mais grudado depois de pronto

E sobre o suposto “pó branco” que a água tiraria do arroz, não se trata de sujeira, produto químico ou coisa que o valha, mas, sim, nada além de partículas do próprio alimento: o tal pó branco nada mais é do que simplesmente arroz.

Redação Tem com Hypeness


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail