Londrina é a cidade do Paraná com mais casos positivos de dengue

Cidade registra 34 mil casos confirmados no boletim da Sesa.

Imagem: Reprodução

O boletim semanal da dengue publicado nesta terça-feira (18) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) confirma 25.028 novos casos da doença e mais 46 mortes no Paraná. De acordo com o documento, o atual período epidemiológico, que teve início em julho de 2023, soma agora 460 óbitos, 505.893 diagnósticos confirmados e 860.550 notificações.

As mortes registradas no informe desta semana ocorreram entre 1 de março e 3 de junho.

São 18 homens e 28 mulheres, com idades entre 3 meses e 92 anos, residentes em 27 municípios: Londrina (2), Paranaguá (1), Curitiba (3), Ponta Grossa (3), Chopinzinho (1), Ampére (3), Boa Esperança do Iguaçu (1), Dois Vizinhos (1), Enéas Marques (1), Francisco Beltrão (5), Realeza (3), São Jorge D’Oeste (1), Foz do Iguaçu (1), Jesuítas (1), Nova Aurora (2), Quedas do Iguaçu (1), Boa Esperança (1), Cianorte (1) Santa Isabel do Ivaí (1), Maringá (1), Apucarana (2), Borrazópolis (2), Califórnia (1), Pitangueiras (1), Sertanópolis (1), Assis Chateaubriand (1) e Toledo (4).

As cidades com maior número de diagnósticos positivos são Londrina (34.719), Cascavel (29.082), Maringá (21.810) e Apucarana (18.464). Há 398 municípios com confirmações de dengue — apenas Agudos do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, não tem casos confirmados.

Zika e chikungunya

Informações sobre chikungunya e zika, transmitidas também pelo mosquito Aedes aegypti, são apresentadas no documento. Houve o registro de 23 novos casos de chikungunya, que soma 169 confirmações e 1.806 notificações da doença neste período epidemiológico no estado.

Desde o início deste período não houve confirmação de casos de zika vírus. Há 136 notificações registradas.

Redação Tem Londrina com AEN


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail