Isenção de ICMS para setor de tecnologia de Londrina volta à pauta da ALEP

Imagem: Reprodução

O governador Ratinho Junior (PSD) reenviou à Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) o projeto de lei que amplia a concessão de benefícios de ICMS a empresas de tecnologia em cidades que possuem unidades da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Criada pelo deputado Augustinho Zucchi em 2005, a lei original (14.895/2005) deve ganhar uma alteração para incluir as cidades de Londrina, Cornélio Procópio, Campo Mourão e Guarapuava, caso seja aprovada em plenário.

A proposta, reivindicação antiga do setor, atualmente atende apenas os municípios de Foz do Iguaçu, Pato Branco, Francisco Beltrão e Dois Vizinhos.

Londrina vem, há algum tempo, reivindicando a inclusão na lei para beneficiar empresas dos setores eletroeletrônicos, telecomunicações e de tecnologia da informação para tornar mais competitivo.

“Londrina é destaque no ecossistema de startups, não tem lógica ficar de fora. Nós conseguimos três milhões do governo do estado para a conclusão do Tecnocentro e agora o benefício fiscal, que era outra antiga demanda, vem por projeto de lei”, afirma Tiago Amaral (PSB), um dos autores da proposta que acabou sendo encampada pelo Governo do Paraná.

Imagem: Reprodução/ALEP

“Esse benefício é muito importante para o fortalecimento do polo tecnológico de Londrina, que está em franca expansão com o Ecossistema de Inovação, o Tecnocentro e o Parque Tecnológico. Acreditamos que o projeto será aprovado e irá contribuir muito para o desenvolvimento de nossa cidade, atraindo novos investimentos”, destacou Marcia Manfrin, presidente da ACIL.

Para Sergio Garcia Ozorio, representante do Sebrae, o projeto representa a chance de desenvolver ainda mais setores que já são importantes para Londrina: “É um benefício fiscal bastante importante porque atinge setores estratégicos para Londrina, como Tecnologia da Informação e Comunicação e Eletrometalmecânico. Será um impulso importante para empresas estabelecidas e para a atração de novas empresas, é um diferencial bastante competitivo”, afirmou.

Redação Tem com Assessoria



Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail