UEL e Prefeitura firmam acordo para estudos na área iluminação pública

Imagem: André Ridão/Claudio Osti

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) e a Prefeitura Municipal de Londrina, por meio da empresa pública Londrina Iluminação, formalizaram nesta sexta-feira (27) um acordo de cooperação para a implantação de um laboratório de iluminação pública “a céu aberto 17 no Campus Universitário. A proposta é desenvolver estudos de novas tecnologias, além de testes de equipamentos, com apoio de professores e de estudantes do curso de Engenharia Elétrica. Em contrapartida, a Londrina Iluminação fará a modernização do sistema de iluminação do Campus Universitário, uma área de mais de 235 hectares, com aproximadamente nove quilômetros de vias pavimentadas.

O acordo foi assinado pelo prefeito, Marcelo Belinati (PP), e pela reitora, Marta Favaro, no Auditório Cyro Grossi, no Centro de Ciências Biológicas (CCB).

O cronograma de modernização deverá atacar a iluminação viária de veículos e de pedestres em todo o perímetro do Campus. São 628 pontos, dos quais 291 com postes considerados escuros. Outros 157 são pontos sem luz e 180 se localizam no Calçadão. A proposta é de que as equipes da Londrina Iluminação consigam fazer a substituição das atuais lâmpadas por outras em LED dentro dos próximos 20 dias.

Tecnologia

O professor do Departamento de Engenharia Elétrica, José Fernando Mangili Junior, explicou que a Universidade e a Londrina Iluminação desenvolvem projetos e estudos desde 2018. A partir da formalização deste um acordo de cooperação, a expectativa é realizar testes, medições e homologações de equipamentos, além de pesquisas sobre novas tecnologias envolvendo professores e estudantes de graduação e de pós-graduação. “Estaremos trabalhando dentro de um ambiente controlado, com segurança 17, definiu o professor.

A ideia é evoluir o trabalho para o desenvolvimento de novas tecnologias de cidades inteligentes, avançando para sistemas de redes, internet e Inteligência Artificial (IA). O professor destacou ainda que para a UEL a modernização representará eficiência energética, sustentabilidade, economia e segurança.

Já o presidente da Londrina Iluminação, Claudio Tedeschi, destacou que a parceria com a UEL vem ao encontro dos interesses da empresa que busca soluções tecnológicas para oferecer qualidade de iluminação, sempre atrás de eficiência energética, a chamada “Internet das Coisas 17 (IoT), do aprimoramento de redes e de serviços de valor agregado. “Perseguimos constantemente o conceito de smart city, tanto de Londrina quanto da própria cidade universitária da UEL 17.

Redação Tem com NCom/UEL


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail