Fiscalização de velocidade em Londrina terá quatro novos pontos

Objetivo da medida é reduzir o número de acidentes e atropelamentos

Radares começaram a funcionar nesta quinta-feira (25) – Foto: Divulgação/CMTU

Entraram em funcionamento, nesta quinta-feira (25), os quatro novos radares instalados pela Prefeitura de Londrina para fazer o controle da velocidade na área urbana do município. Implantados pela Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), os equipamentos estão localizados nas avenidas Saul Elkind e Henrique Mansano, na região norte; no cruzamento da Maringá com a rua Prefeito Faria Lima, na zona oeste; e no encontro da rua Goiás com a Avenida Duque de Caxias, no centro.

Com o início da operação, sobe de 18 para 22 o número de pontos monitorados por fiscalização eletrônica na cidade.

A ativação dos dispositivos ocorre depois que a CMTU iniciou, no último dia 15, um trabalho de divulgação nos novos locais atendidos. Durante a ação – finalizada nesta quarta-feira (24) após percorrer os logradouros em dias e horários distintos –, agentes de trânsito alertaram condutores e motociclistas sobre a novidade.

Eles também chamaram atenção para a velocidade máxima permitida nos trechos: 50 km/h nas avenidas Saul Elkind, Henrique Mansano e Maringá, e 40 km/h no cruzamento da Goiás com a Duque de Caixas.

Neste último ponto, inclusive, o desrespeito ao limite de circulação pode levar o condutor com maior facilidade à suspensão do direito de dirigir, assim como à apreensão do documento de habilitação. A medida administrativa é prevista quando o piloto excede em mais de 50% a velocidade máxima da via. “Como na Goiás com a Duque o teto é de 40 km/h, é importante frisar que, se o motorista passar a 65 km/h, por exemplo, além da multa de R$ 880 poderá ocorrer a perda da habilitação”, advertiu o diretor de Trânsito da CMTU, major Sérgio Dalbem.

Ele destacou que a região do cruzamento tem movimentação intensa de pedestres, o que obriga a manutenção do limite em margem inferior a 50 km/h. “Trata-se de um local de comércio bastante ativo, com grande circulação de pessoas. Além das lojas de produtos e serviços, nas proximidades estão a Santa Casa de Londrina e a Escola Municipal Arthur Thomas. Assim, as características do espaço e o elevado número de crianças e enfermos na região exige um maior controle da velocidade”, explicou o diretor.

Fora os quatro novos pontos, o monitoramento eletrônico está presente em outros 18 endereços em Londrina. São eles: Tiradentes x Arthur Thomas; Tiradentes x Bauru; Winston Churchill, nº 505; Winston Churchill x Rio Branco; Duque de Caxias, nº 5.077; Juscelino Kubitschek x Alagoas; Juscelino Kubitschek x Uruguai; Santos Dumont, lado oposto ao nº 780; Santos Dumont x Augusto Severo; Carlos João Strass, km 10 + 800 metros; Carlos João Strass x Mário Roberto Gneco; Carlos João Strass, km 13 + 630 metros; Carlos João Strass, km 14 + 310 metros; Dez de Dezembro x Tremembés; Dez de Dezembro x Almirante Barroso; Dez de Dezembro, oposto ao nº 4.440; Dez de Dezembro x Ponte Vereador Anélio Vicelli e Dez de Dezembro, lado oposto ao n° 7032.

Redação Tem com N.COM


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail