Novo trecho da Dez de Dezembro é interditado para obras do viaduto

Perímetro bloqueado fica entre as avenidas Martiniano do Valle Filho e Theodoro Victorelli

Foto: Divulgação/CMTU

A Prefeitura de Londrina interditou, por volta do meio-dia desta segunda-feira (22), parte da avenida Dez de Dezembro no sentido sul – norte. O bloqueio ocorre no perímetro entre a Martiniano do Valle Filho e a Theodoro Victorelli, vias que circulam um shopping da região. Necessária para dar sequência às obras de construção do viaduto sobre a Leste-Oeste, a medida foi executada por meio da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), que desde a semana passada executa readequações da sinalização viária no entorno do local.

Entre as intervenções realizadas para dar vazão ao fluxo da Dez de Dezembro está a mudança no funcionamento da avenida Martiniano do Valle Filho. A via, que até então era de mão única, passou a receber veículos nos dois sentidos de circulação. Além disso, a CMTU também promoveu ajustes na programação dos semáforos instalados no cruzamento com a rua Santa Terezinha, assim como na interseção desta com a avenida Theodoro Victorelli.

Em função do bloqueio, a recomendação da companhia é que os motoristas busquem rotas alternativas para ir para a zona norte ou chegar até a área central. Para quem vem da região sul pela Dez de Dezembro, uma das opções é tomar a alça de acesso para a avenida Juscelino Kubitschek. A partir daí, as alternativas são duas: converter à esquerda e seguir até o cruzamento com a rua Brasil ou virar à direita em direção à Santos Dumont, ponto onde o condutor poderá acessar a avenida Jorge Casoni.

De acordo com o diretor de Trânsito da CMTU, major Sérgio Dalbem, ainda que os motoristas procurem caminhos secundários, o fluxo na Dez Dezembro é bastante alto e não estão descartados pontos de congestionamento no entorno do trecho interditado. “Para acessar a Martiniano do Valle Filho, por exemplo, o condutor sairá de uma via com três faixas de rolamento para entrar numa de pista simples. Então, é natural que alguns pontos de gargalo aconteçam. No entanto, nossa equipe está e continuará à disposição para monitorar o trânsito e fazer as intervenções necessárias”, afirmou.

Segundo Dalbem, agentes da companhia atuarão nos arredores do local por um período de no mínimo uma semana, até que os motoristas se habituem às mudanças e a situação se estabilize. Além deles, que deverão orientar o trânsito na área das 7h30 às 19h, a equipe de manutenção de semáforos também ficará a postos para aumentar ou diminuir o tempo dos dispositivos em caso de necessidade.

Redação Tem com N.COM


Você tem que estar por dentro!
Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades no seu e-mail